Nacional

Dialogo Político: Introduzido último ponto da agenda

2015-08-18 08:58:42 (UTC+01:00)

Entrou, ontem, em discursão, naquela que foi a 114ª ronda do diálogo, o último ponto de agenda das discussões entre o Governo e a Renamo, referentes as Questões Económicas.

MAPUTO- Na ocasião a delegação da Renamo, o maior partido da oposição em Moçambique colocou na mesa do diálogo político com o governo a sua proposta para a discussão.

De acordo com Saimone Macuiana, chefe da delegação da Renamo, “Introduzimos, em pormenores, o quarto ponto da agenda que até aqui é o último acordado entre a Renamo e o Governo e, neste ponto, apresentamos vários aspectos que pretendemos defender”, afirmou.

Integram a agenda do diálogo político, o Pacote Eleitoral, a Despartidarização do Aparelho do Estado, Questões Militares e Questões Económicas, e durante os dois anos de discursões, foi apenas alcançado em pleno consenso o primeiro ponto referente ao Pacote Eleitoral.

Na proposta, segundo Macuiana, a Renamo defende que não deve continuar a existir a partidarização do aparelho do Estado, pois todos os bens e recursos públicos devem ser partilhados de forma equitativa por todos moçambicanos.

Não deve continuar o princípio segundo o qual só aquele que tem cartão vermelho do partido Frelimo, actual partido no poder, pode ter acesso aos recursos, disse o chefe da delegação da Renamo, acrescentando que a nossa proposta é que todos moçambicanos, em especial membros da Renamo, devem se beneficiar desses recursos”.

Entretanto, o chefe da delegação do Governo, José Pacheco, defende que o documento apresentado pela Renamo é redundante e mostra pretensões de partidarizar as discussões sobre as Questões Económicas. [FI]