Nacional

"Disse ao Chissano vai dizer Nyusi que estou disposto a conversar" Dhlakama

2015-09-20 07:41:03 (UTC+01:00)

O líder da Renamo, Afonso Dhlakama, anunciou ontem, para breve um encontro com o Presidente da República, Filipe Nyusi, após mediação do ex-chefe de Estado Joaquim Chissano, assegurando que os preparativos estão numa fase avançada.

MAPUTO- "Não posso mentir, falei com o Chissano uns vinte minutos a sós, naquele dia 14, e eu disse 'vai dizer ao Nyusi seriamente que estou disposto a conversar desde que haja uma agenda concreta, que cria alternância governativa no país'", afirmou, em conferência de imprensa, o líder da Renamo.

Dhlakama e Chissano participaram na segunda-feira numa conferência para assinalar os vinte anos da criação da Universidade Católica de Moçambique, à semelhança do que aconteceu na sua fundação, tendo aproveitado a ocasião para se reunirem a sós para discutir a instabilidade política e militar que se vive no país.

"A coisa esta a evoluir bastante e dentro em breve algo poderemos anunciar (datas e agenda)", declarou Afonso Dhlakama, na conferência de imprensa de balanço da sua visita de dez dias à província de Manica.

O líder da Renamo voltou a referir-se ao ataque que sofreu há uma semana nesta província, atribuindo-o a "irmãos da (Unidade de) Intervenção Rápida e das Forças de Armadas de Defesa de Moçambique", e manteve o propósito de criar uma polícia própria do seu partido, referindo que o recrutamento vai começar em breve. [FM]