Nacional

Empresários italianos interessados em investir no país

2015-09-28 08:38:28 (UTC+01:00)

Os empresários, que dirigem algumas das mais prestigiadas PME transalpinas, manifestaram este interesse em Milão, na Itália, onde decorre a Expo-2015, durante um seminário sobre as potencialidades económicas de Moçambique.

MAPUTO - Segundo o “Notícias”, o evento teve como oradores principais o Ministro da Agricultura e Segurança Alimentar, José Pacheco, o director-adjunto do Centro de Promoção de Investimentos (CPI), Godinho Alves, e o director do Gabinete das Zonas Económicas de Desenvolvimento Acelerado (GAZEDA), Danilo Nalá, que, de uma forma geral, apresentaram as múltiplas oportunidades que Moçambique tem para o investimento.

No seminário estiveram cerca de 200 empresários italianos e de outros países, sobretudo europeus, que participam na exposição universal que decorre em Milão sob o lema “Alimentar o Planeta, Energia para o Futuro”.

O Ministro José Pacheco, que se deslocou àquela cidade do norte da Itália para dirigir as cerimónias de comemoração do dia de Moçambique na feira, 25 de Setembro, sublinhou o cometimento do Governo com o intuito de aumentar os investimentos públicos e privados para elevar a produção e produtividade e geração de emprego e renda para as famílias rurais.

O director-adjunto do CPI também se referiu à agricultura, dizendo aos empresários europeus que se trata de um sector com um potencial enorme, justificado por factores como os cerca de dez micro-climas e condições agro-ecológicas que o país apresenta, podendo, por isso, produzir todo o ano qualquer tipo de cultura. Falou também da disponibilidade de água e terra.

Aos empresários italianos e europeus, Godinho Alves referiu-se também a outros sectores que constituem possibilidade de investimento em Moçambique. São eles o das infra-estruturas, turismo e os projectos a jusante e a montante ligados à exploração do gás e o carvão mineral, que são nos últimos tempos uma das maiores referências económicas do país.[OD]