Nacional

Famílias se negam a abandonar zona propensa a inundações

2015-09-08 09:23:37 (UTC+01:00)

As 17 famílias que residem, na zona pantanosa, nas imediações da portagem de Maputo, ignoraram o ultimato, dado no último sábado, pelo Conselho Municipal da Matola, de abandonarem aquela área considerada de risco.

MAPUTO-De acordo com o Notícias, a ordem para a retirada é justificada pelo facto de a área ser propensa a inundações e não oferecer condições de habitabilidade humana.

Além da falta de condições para o desenvolvimento da vida humana, a parcela é reserva da empresa Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique, uma vez que se localiza ao longo da linha férrea.

Os moradores impõem como condição para aceitarem os apelos de reassentamento, que passa por lhes serem concedidos talhões em áreas habitáveis e material de construção, para abandonarem a zona.

Augusto Abudo, director ferroviário dos CFM Sul, também advogou a saída das famílias, destacando que correm sérios perigos devido à proximidade da linha. Lamentou o facto de a reserva ter sido tomada parcialmente com cumplicidade das autoridades, uma vez que alguns residentes da parte já consolidada, perto da Estação do Infulene, terem autorizações de ocupação emitidas pelo Conselho Municipal de Maputo ou Matola. [FI]