Nacional

Governo anuncia oficilmente fim da missão da EMOCHM

2015-05-26 05:58:31 (UTC+01:00)

O Governo, em sede do diálogo político com a Renamo anunciou esta segunda-feira o fim da missão dos observadores militares internacionais que consistia em assistir o processo de desmilitarização dos homens residuais da perdiz.

MAPUTO - Com efeito, a Equipa de Observação da Cessação das Hostilidades Militares (EMOCHM), criada em Outubro de 2014, comportando 23 observadores internacionais, será agora dirigida pelos observadores nacionais dentre eles homens indicados pelo governo (35 membros) e da Renamo com igual número.

“A missão de observação militar internacional terminou. Estamos abertos apenas aos nacionais. Dispensamos a observação internacional na perspectiva de que, neste diálogo, encontraremos uma plataforma sobre a qual a Renamo entregará as listas das forças residuais para efeitos de integração”, disse o chefe da delegação do Governo, José Pacheco, em conferência de imprensa, no fim da ronda 106 do diálogo político.

Pacheco, que ocupa igualmente a posição de Ministro da Agricultura e Segurança Alimentar, explicou que os observadores ainda estão em Moçambique, devendo regressar aos países de origem brevemente.

“Não estamos em condições de manter pessoas em franca ociosidade. É neste quadro que dispensamos a presença dos militares internacionais. Nós confiamos na nossa capacidade como moçambicanos”, defendeu o ministro.[MCM]