Nacional

Governo quer acabar com casamentos prematuros

2015-05-31 06:24:45 (UTC+01:00)

A ministra do Género, Infância e Ação Social, Cidália Chaúque, assegurou que o governo pretende erradicar os casamentos impostos a raparigas de 13 anos, prática frequente que considera "criminosa".

Maputo- Cidália Chaúque defendeu que "os casamentos prematuros são um crime" e vincou que as algumas famílias "vendem ou entregam para casamento raparigas de 13 ou 14 anos para pagar dívidas com outras famílias".

Dados do Fundo da ONU para a Infância (UNICEF) de 2011 dão conta que o casamento prematuro em Moçambique afeta 14% dos menores de 15 anos e até 48% dos adolescentes até 18 anos.

Segundo a ONU, "Moçambique tem uma das taxas mais altas de casamentos prematuros do mundo". [FM]