Nacional

LAM e TAAG firmam parceria para facilidade de ligação aérea

2015-11-16 06:53:23 (UTC+00:00)

A Linhas Aéreas de Moçambique e a Transportes Aéreos de Angola (TAAG) selaram na última quarta-feira uma parceria em Luanda, a capital angolana, destinada a criar facilidades de ligação aérea a preços acessíveis para passageiros das duas companhias.

MAPUTO - Segundo um comunicado de imprensa da LAM, o entendimento se enquadra no âmbito da implementação do Plano Estratégico da LAM e permite, por exemplo, que os passageiros com origem em Maputo, a capital moçambicana, adquiriram as passagens, viajando na LAM para Luanda, podendo, ao mesmo preço, escolher entre regressar a Maputo num voo directo ou via Joanesburgo (África do Sul), no voo da TAAG e de Joanesburgo até Maputo no voo da LAM.

O mesmo permite também que a preço único, o passageiro, por exemplo, com origem em Maputo, possa adquirir a sua passagem na LAM e poder voar nesta companhia até Luanda e, a partir desta cidade, fazer ligações com o voo da TAAG para destinos domésticos em Angola ou para fora do território angolano, a preço único e acessível.

“Significa, também, que a LAM passa a oferecer voos diários a Luanda, sendo dois directos e os restantes dias da semana via Joanesburgo, cuja companhia transportadora será a TAAG, sem que isto signifique custo adicional para o passageiro”, refere uma nota, citada pela Agência de Informação de Moçambique (AIM).

No âmbito do acordo, os passageiros da LAM com destinos intercontinentais (Lisboa, Porto, Havana, São Paulo, Rio de Janeiro), destinos domésticos de Angola (Lubango, Malanje, Cabinda, Catumbela, Huambo, Saurimo, Soyo, Ondjiva, Menongue e Luena), bem como destinos regionais (São Tomé e Príncipe, Lusaka, Brazaville, Bangui, Douala e Praia) poderão fazer ligações a partir de Luanda.

Os passageiros idos de Luanda poderão fazer ligações, a partir de Maputo, nos voos operados pela LAM para Nampula, Nacala, Pemba, Tete, Quelimane, Inhambane, Vilankulo e a partir de Joanesburgo, para Maputo, Beira, Vilankulo, Inhambane, Pemba, Tete e Nampula.[OD]