Nacional

Mina de areias pesadas de Moma volta a produzir após greve "não oficial"

2015-07-03 12:29:29 (UTC+01:00)

A empresa irlandesa Kenmare Resources, que explora a mina de areias pesadas de Moma, na província de Nampula, anunciou hoje o seu retorno à actividade após dez dias de greve "não oficial".

MAPUTO - "Os trabalhos estão agora a decorrer normalmente", segundo a Kenmare Resources, e todos os trabalhadores voltaram à atividade.

A empresa não avança mais pormenores sobre a solução encontrada para o fim da paralisação promovida por um grupo de trabalhadores da unidade de Moma, alegadamente sem cobertura sindical, em protesto contra um suposto corte arbitrário de subsídios.

Segundo a "Lusa", citando o jornal Verdade, três trabalhadores foram suspensos e, durante os dez dias de protesto, a polícia foi chamada e chegou a carregar sobre os grevistas.

Um dirigente sindical dos trabalhadores da Kenmare admitiu ao mesmo jornal novas acções de luta, incluindo o regresso à greve.

A atividade na mina de areias pesadas foi paralisada no dia 24, devido a uma greve "não oficial", de acordo com a expressão usada então pela empresa.

No primeiro trimestre, a Kenmare Resources anunciou o despedimento de 375 trabalhadores, mas, após intervenção do Governo moçambicano, aceitou reduzir as dispensas para 161 pessoas.

A empresa procedeu também à revisão dos subsídios de turno e alteração dos padrões de trabalho, em resultado de negociações tripartidas com o Ministério do Trabalho e os delegados sindicais, e que ainda prosseguem.[OD]