Nacional

Moçambicanos ilegais na RSA pedem documentos nacionais

2015-10-09 14:01:12 (UTC+01:00)

Os moçambicanos que residem da vizinha Africa do Sul, pretendem obter para si e seus filhos ali nascidos documentos de identificação nacionais.

MAPUTO- Manifestaram esse desejo pelo menos uma centena de cidadãos moçambicanos residentes nas províncias de Mpumalanga e Limpopo.

A informação foi revelada às autoridades nacionais pelo cônsul-geral de Moçambique na cidade de Nelspruit (Mpumalanga), Ester Tomo, que manteve um encontro com o director nacional de Identificação Civil, Domingos Jofane, na sua recente visita à África do Sul.

De acordo com o Notícias, foram identificados naquelas duas províncias sul-africanas cerca de 200 cidadãos moçambicanos, para os quais deverá ser enviada uma brigada para tratar bilhetes de identidade e passaportes biométricos, numa altura em que caminha para o fim o prazo do uso de passaportes manuais concedido pela Organização Internacional de Aviação Civil (ICAO).

A falta de documentos por parte dos moçambicanos está a prejudicar sobremaneira os seus filhos ali nascidos, porque nem do lado sul-africano são reconhecidos como cidadãos daquele país por falta de registo.

Para Domingos Jofane, director nacional de Identificação Civil, a solução deste problema passa pelo envio de uma equipa tripartida, envolvendo a DIC, Migração e Notariado, o que poderá acontecer muito brevemente a fim de atender os casos levantados pelos moçambicanos em Mpumalanga e Limpopo. [FI]