Nacional

Mota-Engil reage as acusações de descriminação a trabalhadores nacionais

2015-08-21 11:41:39 (UTC+01:00)

A Construtora portuguesa Mota Engil reagiu, ontem, a acusação feita pelas autoridades nacionais, de alegados maus tratos aos seus trabalhadores, sublinhando que ainda não foi notificada oficialmente para resolver qualquer situação.

A Mota-Engil referiu em comunicado, estranhar as alegações de tratamento discriminatório aos seus trabalhadores moçambicanos feitos pelo Centro de Mediação e Arbitragem Laboral de Moçambique (CEMAL).

De acordo com o comunicado "a Mota-Engil não recebeu até ao momento qualquer notificação oficial por parte do Centro de Mediação e Arbitragem Laboral de Moçambique (CEMAL) ".

Consta ainda do comunicado da Mota Engil, o seu repúdio pelas referidas práticas estranhando as alegações referidas no texto publicado, a construtora deixou ficar que está a fazer averiguações internas para esclarecer o assunto. [FI]