Nacional

Munícipes de Nacala-Porto pedem intervenção de Buchili

2015-10-30 06:53:55 (UTC+00:00)

Os munícipes de Nacala-Porto, na província de Nampula, pediram quarta-feira à Procuradora-Geral da República, Beatriz Buchili, a sua intervenção com vista a estancar a onda de criminalidade que tem estado afligir aquela urbe.

MAPUTO – Segundo a AIM, os populares falavam durante um encontro mantido com Procuradora e as autoridades locais para abordar a situação criminal que se regista naquela autarquia.

Na ocasião, os residentes deploraram o comportamento de alguns agentes da Polícia da República de Moçambique (PRM).

“Algumas esquadras, que conhecemos e podemos dizer quais, os polícias soltam os criminosos sem nenhuma justificação à população, aumentando o nível de impunidade que se verifica nesta província, e em particular na nossa cidade de Nacala-Porto”, disse Lués Lúcio, um dos residentes.

Os presentes também manifestaram a sua repulsa com a perseguição aos albinos, um fenómeno que nos últimos tempos tem sido reportado em algumas províncias do país.

Acredita-se que esta perseguição dos albinos tem estado a ser fomentada por feiticeiros e curandeiros da Tanzânia. Os ataques contra albinos são comuns em alguns países da África Central, uma tendência que tende a propagar-se para outros países da África Austral, incluindo Moçambique e África do Sul.

Naquele país vizinho de Moçambique, os curandeiros chegam a pagar 75.000 dólares americanos por um conjunto completo de partes do corpo de albinos, segundo um relatório da Cruz Vermelha, para o fabrico de amuletos e prática de feitiçaria para trazer boa sorte, amor e riqueza.[OD]