Nacional

Niassa e Cabo Delgado com altos índices de analfabetismo no país

2015-09-01 09:12:58 (UTC+01:00)

Os dados foram apresentados, nesta terça-feira, em Maputo, pelo Ministro da Educação e Desenvolvimento Humano (MINEDH), Jorge Ferrão, que falava durante o lançamento da semana internacional de alfabetização.

MAPUTO - “Os dados são comuns, conforme nos deslocamos de Sul para o Norte, nós notamos maiores défices na região Norte, e sem duvidas províncias de Cabo Delgado e do Niassa, são infelizmente aquelas que temos os maiores défices quer para educação e quer para alfabetização”, disse Ferrão.

O lançamento, com o lema “Alfabetização para Sociedade Sustentável”, contou com a presença da Primeira-Dama, Isaura Nyusi, representantes da UNESCO em Moçambique, representante da Governadora da cidade de
Maputo, Membros da direcção do MINEDH e outros convidados.

Na ocasião, a esposa do Presidente da República, disse que com população alfabetizada “ estaríamos preparados para lutar pelo bem-estar social”.

“O mundo completa este ano, 50 anos desde que foi reconhecida alfabetização de adultos como factor fundamental para do desenvolvimento do capital humano. O 08 de Setembro o nosso país passou a ser comemorado desde a independência nacional, pois no passado o analfabetismo interessava o sistema como instrumento de dominação, mas a educação hoje é a arma essencial para combater a pobreza”, disse Isaura Nyusi.

Entretanto, o Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano (MINEDH), garante estar a desenvolver acções no sentido de detectar quais são as causas que contribuem para altos índices de analfabetismo naqueles dois pontos do país.

“Estamos a fazer todo esforço de primeiro entender a situação e depois agir por cima daquilo que são as principais causas, melhorar sobre todas as formas a formação dos provedores e dos formadores e depois olhar também para aquilo que são os problemas colaterais e tentar atacar”, garantiu Ferrão. [OD]