Nacional

PNG acolhe em 2016 pesquisa mundial sobre primatologia e paleontologia

2015-10-22 07:52:40 (UTC+01:00)

O Parque Nacional da Gorongosa (PNG) localizada entre duas das principais áreas onde surgiram os primeiros seres humanos, vai acolher uma das mais importantes pesquisas paleontológicas e de primatas que poderão ajudar na compreensão da evolução humana.

MAPUTO - O estudo terá lugar a partir do próximo ano e estará a cargo da investigadora portuguesa Susana Carvalho da Universidade de Oxford que, em breve, vai ocupar a pasta de diretora associada de Paleoantropologia e Primatologia Parque Nacional da Gorongosa.

Susana Carvalho, especialista no estudo do comportamento dos primatas no uso de ferramentas, dirigirá uma equipa multidisciplinar internacional de cientistas formados em geologia, paleontologia, paleobotânica, arqueologia, primatologia e biologia da conservação, representantes de instituições de sete países: Moçambique, Reino Unido, Portugal, Alemanha, Estados Unidos da América, África do Sul e Chile.

Citada pela agência Lusa, a professora Associada de Paleoantropologia pela Universidade de Oxford disse que “a ideia é entender a evolução de todo o ecossistema da Gorongosa, com todos os animais que estão dentro da Gorongosa, e perceber em quanto tempo os humanos podem ter estado aí e em que condições”.

Susana Carvalho destacou o facto de a Gorongosa estar localizada estrategicamente no que é chamado final do Grande Vale do Rift Africano, local que a comunidade científica descreve como sendo “grande reservatório de conhecimento” devido ao seu potencial arqueológico e paleontológico e sítios novos susceptíveis de serem de grande importância para as ciências das origens humanas. [OD]