Nacional

PR convida a oposição contribuir no desenvolvimento do país

2015-07-03 10:33:12 (UTC+01:00)

“As forças armadas são de todos nós” disse o Presidente moçambicano, em desafio aos militares da Renamo a saírem do mato e juntarem-se às forças de defesa e segurança ou passarem à reserva.

Filipe Nyusi, deixou ficar essas declarações, durante a presidência aberta terminou ontem na província da Zambézia, centro do país, defendendo que "uma pessoa com 60 ou 70 anos não pode continuar no exército, tem de ir para a reserva".

De acordo com o “Jornal o País” na mesma ocasião, o Chefe de Estado exortou os partidos de oposição a darem a sua contribuição na busca de soluções para os problemas do país.

“Peço aos membros do partido que não é meu que não fiquem longe de mim e não tenham medo de mim. Não tenho faca nem arma, estou apenas para trabalhar. Venham para estarmos juntos e trabalhar juntos”, sublinhou Nyusi.

Segundo a Agência de Informação de Moçambique (AIM) o chefe de estado sublinhou ainda que "O Governo não exclui ninguém. Queremos que todos assumam que o executivo é vosso. Vamos trabalhar", afirmou o chefe de Estado, reiterando a sua vontade de dialogar com a Renamo, desde que se respeitem os preceitos constitucionais e a legitimidade do seu executivo. [FI]