Nacional

PR diz que não pode haver gente que fica no mato a se auto-excluir

2015-07-01 05:19:39 (UTC+01:00)

O Presidente da Republica, Filipe Nyusi, apelou ontem, no distrito de Morrumbala, na província da Zambézia, para que em Moçambique não hajam pessoas que ficam no mato e se auto-excluem da sociedade.

MAPUTO- Intervindo num comício que orientou, no segundo dia da visita presidencial naquela província, Nyusi disse que é preciso que todos os moçambicanos se sintam donos do processo de desenvolvimento porque o país é de todos.

"Não pode haver gente que fica no mato a dizer que estão a ser excluídos, é melhor voltarem a casa para conviver com outros seus irmãos e trabalhar para o bem de todos", disse.

De acordo com a AIM, o estadista moçambicano destacou que a riqueza de Morrumbala é de todos os moçambicanos e que os problemas de Moçambique só podem ser resolvidos pelo Governo com o Povo, assim como os recursos naturais devem ser explorados de forma a trazerem benefícios para todos os moçambicanos.

"A energia que vocês usam vem de onde?’questionou o Presidente, tendo obtido como resposta que vem (da província) de Tete. Agora aqueles que querem ser outro país de onde é que irão trazer a energia que vão usar?", interrogou.

Nyusi exortou a população de Morrumbala (e não só) a mobilizar-se para livrar-se da pobreza e disse que para que tal aconteça tem que se concentrar no aumento da produção e da produtividade e estar em paz.

O Chefe do Estado explicou que para o aumento da produção e da produtividade o Governo esta a trabalhar para a mecanização agrícola em parceria com o sector privado e criou os parques agrícolas para apoiar o sector familiar.

Os residentes de Morrumbala pediram ao Chefe do Estado a asfaltagem das estradas da vila sede, o alargamento das redes de abastecimento de água, sanitária, de energia elétrica, bem como a construção de um instituto agrário e ampliação da ponte sobre o rio Save. [FM]