Nacional

Raptos na Beira: Sequestrador é parente da vítima

2015-08-05 10:12:16 (UTC+01:00)

Feliciano Manuel, um dos quatro réus acusados no ano passado de ter participado num dos casos de sequestro de menores, na cidade da Beira, foi apontado como sendo membro da família da vítima.

MAPUTO - O mesmo foi reconhecido pelo raptado, Luís Ribeiro Júnior, como elemento do grupo dos indivíduos que o empurraram para o interior de uma viatura.

O grupo, é indiciado de rapto de dois menores, um no ano passado e outro neste, inclui Teotónio Fialho, Carlos José e Picardo José Augusto.

Luís Ribeiro Júnior, uma das vítimas do sequestro, declarou perante o Tribunal, na sessão de produção de provas iniciado segunda-feira, que foi fácil identificar o réu Feliciano Manuel, porque era o único do grupo que não estava mascarado e que se encontrava ao volante na hora do crime.

“Reconheci Feliciano (Maninho), que é esposo da minha prima e estava ao volante da viatura usada para o meu sequestro. Ele era o único, entre os cinco elementos, que não vinha com a cabeça coberta”, disse a vítima.

Luís Ribeiro Júnior referiu ainda que no cativeiro, onde permaneceu 24 horas, terá ouvido uma criança chamando pelo tio Maninho, tendo momentaneamente a voz do menor que gritava se apagado, sinal de que havia sido interrompida para que não fosse reconhecido.[OD]