Nacional

Reduz exportação de madeira em toros na província de Sofala

2015-06-03 08:42:21 (UTC+01:00)

A Província de Sofala está a registar uma redução substancial de exportação de madeira em toros de 170.094,275 metros cúbicos, em 2013, para 110.446,61 no ano passado, representando uma mais-valia na gestão sustentável dos recursos florestais

MAPUTO - Segundo informações avançadas pelo jornal “Notícias”, na edição de hoje, a madeira de Sofala tem sido colocada para países como China, Alemanha, Itália, Suécia, Croácia, Áustria, Eslovénia, África do Sul, Vietname, Estados Unidos da América, Polónia e Malawi.

Já na madeira serrada, aquela província alcançou no ano passado uma exportação de 270.830,88 metros cúbicos, para além de 86,67 parques e 716,88 metros cúbicos de travessas, contra 164.153,651 da madeira serrada, 393,883 parques e 392,883 travessas de 2013.

De acordo com a chefe dos Serviços Provinciais de Florestas e Fauna Bravia em Sofala, Maria Augusta Magaia, a exportação da madeira processada começou a ter um grande impacto nas indústrias de processamento a partir da altura em que houve a classificação das espécies de mondzo, chanate e pau-ferro, que são as mais procuradas no mercado asiático.

Trata-se de uma parcela do país que possui uma área total de 67.750 mil hectares, onde a cobertura florestal corresponde a 6.770 mil, dos quais 3.304 mil hectares são de floresta produtiva. De acordo com o inventário florestal de 2007, o corte anual admissível é de 81.200 metros cúbicos. [OD]