Nacional

Reforçada fiscalização na ponte sobre o Save para travar clandestinos

2015-10-21 11:45:40 (UTC+01:00)

Com o objectivo travar a entrada de emigrantes ilegais que passam por aquela região do país, em busca de melhores condições de vida na África do Sul, foi reforçada a fiscalização da ponte sobre o rio Save.

MAPUTO- Além da Força de Intervenção Rápida e agentes da polícia de trânsito, foram mobilizadas para o posto de fiscalização da Vila Franca de Save, outras especialidades, nomeadamente polícia de protecção, serviços de migração e FADM.

A medida foi acompanhada pela indicação de uma nova comandante distrital de Govuro e respectivo chefe do posto de Save. Espera-se que a nova direcção da polícia em Govuro adopte estratégias que desencorajem os emigrantes ilegais a usar a província de Inhambane a fim de atingir os vários destinos.

Nos últimos nove meses foram interpelados, pela polícia ao longo da estrada nacional número um, cento e dezoito emigrantes ilegais, contra três de 2014. Trata-se de malawianos, somális, tanzanianos, bengalis e nigerianos, ora repatriados.

O aumento do número de emigrantes clandestinos que se fazem transportar em autocarros das companhias nacionais de transporte de passageiros e de Malawi, e em camiões de carga, é motivo de preocupação para o comando provincial da polícia em Inhambane.

A comandante provincial da PRM em Inhambane, Dora Mandlate, recomendou a força estacionada em Save e noutros pontos a apertar o cerco contra os emigrantes ilegais. [FM]