Nacional

Renamo acusa FADM de impedir transporte de comida para seus homens armados

2015-05-08 08:14:39 (UTC+01:00)

A Renamo acusou ontem as forças de defesa e segurança de impedirem o abastecimento dos membros do braço armado do movimento em Gorongosa, na província de Sofala, ameaçando responder com "porrada".

MAPUTO - "Queremos alertar o Governo e as forças vivas da sociedade civil moçambicana que as forças de defesa e segurança estão a impedir que cheguem alimentos aos nossos homens em Gorongosa", disse citado pela Lusa o porta-voz da Renamo, António Muchanga.

Muchanga afirmou que na terça-feira membros da Polícia de Intervenção Rápida (FIR) e das Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM) impediram um camião com mantimentos para os membros do braço armado da Renamo e detiveram as pessoas que seguiam no veículo por várias horas, em Gorongosa, tendo alegadamente ficado com os alimentos que iam no carro.

"Os nossos comandantes dizem que se isto continuar assim vão "txaiar" (dar porrada) as forças de defesa e segurança", acrescentou o porta-voz da Renamo.

Os membros do braço armado da Renamo presentes em Gorogosa fazem parte do contingente que o movimento foi autorizado a manter ao abrigo do Acordo Geral de Paz, assinado em 1992 com o Governo para encerrar 16 anos de guerra civil.


[OD-FOLHA DE MAPUTO]