Nacional

Segunda ponte sobre Rovuma poderá ser construída

2015-10-09 07:18:02 (UTC+01:00)

Os governos de Moçambique e da República Unida da Tanzânia reafirmaram o desejo de ver construída uma segunda ponte sobre o rio Rovuma, na fronteira norte do país.

MAPUTO - A referida infra-estrutura, para além de potenciar e incentivar as trocas comerciais bilaterais, contribuirá também para uma maior interligação regional.

Segundo a Agência de Informação de Moçambique (AIM) a reafirmação dessa aspiração constitui o saldo das conversações bilaterais havidas ontem, em Maputo, entre os presidentes dos dois países, no âmbito da visita que o estadista tanzaniano, Jakaya Kikwete, está a efectuar ao país a convite do seu homólogo moçambicano, Filipe Nyusi.

O Ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Oldemiro Baloi, que apresentou a resenha das conversações, disse que as infra-estruturas e as pessoas são dois requisitos fundamentais para o crescimento e desenvolvimento.

Sem quantificar a real cifra que representa o volume de trocas comerciais entre os dois países, mas insignificantes para aquilo que é o nível de cooperação político diplomático, Baloi ressaltou, porém, a importância das trocas feitas a nível transfronteiriço que, em muitos casos, engloba grandes volumes.

Apontou, a título de exemplo, as trocas comerciais existentes entre Moçambique e África do Sul assim como o Reino da Swazilândia, países vizinhos, que muitas pessoas sabem e sentem o seu impacto no mercado, mas desconhecem o verdadeiro volume. Com a Tanzânia é mesma coisa.

“As duas pontes sobre o rio Rovuma vão potenciar as ligações na região e os países acima da Tanzânia vão beneficiar da existência dessa segunda ponte”, disse o ministro, apontando que um dos grandes sonhos da União Africana (UA) é ter uma ligação rodoviária que sai da Cidade do Cabo, na África do Sul, ao Cairo, no Egipto, e esse projecto pode ser um grande contributo.[OD]