Nacional

Seguradoras querem cobrir risco das multinacionais

2015-07-31 11:08:04 (UTC+01:00)

O novo elenco da Associação Moçambicana das Seguradoras, empossado ontem, em Maputo, para um mandato de três anos, propõe que as empresas moçambicanas participem na cobertura de riscos das multinacionais.

MAPUTO- Do ponto de vista deste novo elenco as empresas que operam em Moçambique, devem prosseguir, também, com acções de educação cívica.

Luísa Diogo e Isaías Chembeze, são os que chefiam os novos órgão sociais da agremiação, porque ocupam os cargos de presidente da messa da assembleia-geral e presidente do conselho directivo, em substituição de Silvestre Sechene e Rui Oliveira, respectivamente.

De acordo com o “Notícias”, após ser empossado Isaías Chembeze, o executivo da associação reconheceu que muitas das seguradoras que operam no país não têm capacidade financeira de isoladamente cobrirem o risco das multinacionais que estão a entrar no mercado nacional em diversas áreas, sendo que a saída seria o co-seguro, no sentido de partilha desse risco com entidades estrangeiras do sector.

Enquanto isso, a nova presidente da mesa da assembleia-geral, Luísa Diogo, disse estar consciente da responsabilidade que o cargo representa, prometendo, contudo, esforçar-se para que, como no mandato anterior, a associação continue a ser bem-sucedida. [FI]