Nacional

Tribunal condena Jornalistas do Expresso Moz

2015-06-14 14:40:36 (UTC+01:00)

O Tribunal da cidade de Maputo, na sua 3ª sessão, condenou dois jornalistas do Expresso Moz, nomeadamente, Anselmo Sengo e Nelson Macandze, a pagar uma indemnização de 10 milhões de meticais e 4 meses de cadeia.

MAPUTO – os dois jornalistas, Anselmo Sengo e Nelson Macandze, na altura dos factos, Director editorial e articulista respectivamente, foram sentenciados pelo tribunal por difamação manifestado por sob forma de reportagem intitulado “Paúnde vende isenções”, publicado em Fevereiro de 2014.

Segundo o jornal Domingo, na sua edição deste domingo, o artigo em causa dizia a dado passo que “Filipe Páude está em apuros por causa da alegada venda direitos de isenção de importação de viaturas. Os beneficiários são preferencialmente comerciantes e vendedores de veículos da cidade de Maputo e Matola”, dizia a edição do Expresso.

Entretanto, em sede do tribunal, o jornalista e o seu director editorial, não conseguiu apresentar evidencias da acusação e a 3ª sessão do Tribunal Judicial Distrito Municipal Ka Mpfumo, diante dos factos deu razão ao queixoso condenando aqueles escribas a pagar a referida indemnização. [MCM]