Nacional

UE considera prejudiciais a estabilidade ataques contra Dhlakama

2015-09-29 10:48:38 (UTC+01:00)

A União Europeia (UE) considerou esta segunda-feira que os recentes ataques no país, que tiveram como alvo Afonso Dhlakama, prejudicam a estabilidade e a democracia de Moçambique.

MAPUTO - "Os dois recentes ataques que têm como alvo líder da Renamo, Afonso Dhlakama, são prejudiciais à estabilidade, ao progresso democrático e ao desenvolvimento económico do país", segundo um comunicado do serviço de Acção Externa da UE.

A UE espera ainda que "seja realizada uma investigação rápida e aprofundada que esclareça as circunstâncias em que se deram os incidentes", salientando que os atacantes sejam julgados.

"Nas últimas duas décadas, Moçambique foi uma história de sucesso na transição da guerra para a paz", refere ainda o comunicado citado pela Lusa, acrescentando que Bruxelas se junta a todos os que apelam à calma e ao diálogo construtivo.

"Todos os esforços para o restabelecimento da confiança, o relançamento do diálogo e o encontrar de soluções para a reconciliação e a paz duradoura devem ser asseguradas", considerou ainda a UE, citado pelo mesmo órgão de comunicação.[OD]