Nacional

BM extingue Comissão Liquidatária do Nosso Banco

2020-08-10 09:29:59 (UTC+01:00)

O Governador do Banco de Moçambique, Rogério Zandamela, decidiu, em despacho exarado, extinguir, com efeitos imediatos, a Comissão Liquidatária do Nosso Banco – Sociedade em Liquidação.

MAPUTO- No mesmo despacho, notificou Irene Luzidia Maurício, que até ontem mesmo, vinha desempenhando as funções de Presidente daquele órgão, para, no prazo de 60 dias, concluir o processo de liquidação do Nosso Banco.

O Banco de Moçambique determinou, em Novembro de 2016, a liquidação do Nosso Banco, detido pelo Instituto Nacional de Segurança Social e na altura, designou a Deloitte & Touche como presidente da comissão liquidatária.

Irene Luzidia Maurício veio a ser nomeada Presidente da Comissão Liquidatária do Nosso Banco, na sequência da demissão da comissão presidida pela Deloitte & Touche (Moçambique), Lda, por despacho de 15 de Abril de 2018, ao abrigo do disposto no n.º 1 da Lei n.º 30/2007, de 18 de Dezembro.

A decisão do Banco Central Intervir no Nosso Banco foi justificada na altura, pelo facto de "não ter sido possível a recuperação da situação financeira e prudencial deficitária" da instituiçãoo que a tornava incapaz de cumprir um plano de reestruturação delineado em 2014.

Esta situação, segundo o Banco Central punha em risco os interesses dos depositantes e demais credores, bem como o normal funcionamento do sistema bancário no país.

A Comissão Liquidatária era constituída por um presidente, nomeado pelo Governador do Banco de Moçambique, e por dois outros membros, um dos quais é o representante dos credores, e o outro dos sócios da instituição liquidada.

No documento o Banco de Moçambique não se refere ao trabalho até aqui desenvolvido, mas a Comissão Liquitária tinha como principal missão apurar o activo e o passivo para depois vendê-los, para que com o produto desta operação se proceda ao pagamento dos credores.










Fonte:Jornal Notícias