Nacional

"Foram postos fora de combate terroristas e alguns líderes" Miquidade

2020-10-30 06:50:36 (UTC+00:00)

O ministro do Interior, Amade Miquidade, disse ontem que as Forças de Defesa e Segurança (FDS) infligiram "baixas significativas" aos grupos armados que protagonizam ataques na província de Cabo Delgado.

MAPUTO- "Temos infligido baixas significativas nos últimos três dias (aos grupos armados)", afirmou Amade Miquidade. O governante deu a informação, em conferência de imprensa, após o final da sessão de perguntas ao Governo na Assembleia da República.

Na quarta-feira, quando respondeu a perguntas dos jornalistas sobre a violência em Cabo Delgado, o ministro do Interior não fez qualquer referência aos resultados de confrontos entre as FDS e os grupos armados que actuam em Cabo Delgado.

Amade Miquidade avançou esta quinta-feira que a operação que culminou com o alegado abate de insurgentes está em curso numa base intitulada "Síria" pelos rebeldes.

O ministro não deu detalhes sobre a localização da base, nomeadamente o distrito, uma vez que a violência em Cabo Delgado assola vários distritos desta província.

Miquidade adiantou que as FDS mataram alguns líderes dos insurgentes e destruíram meios de circulação usados pelos insurgentes nas suas ações.

"Foram postos fora de combate terroristas e alguns líderes e foram destruídos meios que eram usados para a sua mobilidade e que foram violentamente apossados da população", declarou.

O ministro sublinhou que a operação está a provocar deslocamentos da população, mas justificou como necessária para a restauração da segurança.

"Temos a lamentar a deslocação de população desta zona de guerra, mas é uma ação necessária para a sua segurança", salientou.

A província de Cabo Delgado, norte de Moçambique, é palco há três anos de ataques armados desencadeados por forças classificadas como terroristas.