Nacional

Governo pondera recuar na abertura das praias

2020-09-23 08:21:49 (UTC+01:00)

O Governo pondera recuar na abertura das praias aos banhistas e endurecer as medidas para obrigar os cidadãos a cumprirem com as medidas de prevenção da covid-19.

MAPUTO- A situação se deve ao comportamento registado em algumas praias do país, no primeiro final de semana de reabertura, que foi caracterizado pela violação das medidas de prevenção da covid-19.

“Constatamos no fim-de-semana passado, que muitos compatriotas nossos não perceberam o real sentido de Estado de Calamidade Pública em que nos encontramos e afluíram às praias com total desrespeito pelas medidas de combate e prevenção da covid-19. Consumiram álcool e não observaram o distanciamento e o uso de máscaras nos contextos em que era aplicável, mesmo estando nas praias” detalhou Filimão Swaze.

Deste modo, o executivo considera que os sinais já estão no vermelho e o final de semana que aproxima vai servir de barómetro decisivo para a tomada de medidas.

“Avizinham-se dois fins-de-semana longos, os quais, tanto podem ser de convívio, entre familiares e amigos, como podem ser oportunidades para a propagação da covid-19. Faremos uma avaliação, no próximo fim-de-semana, que é o primeiro dos dois finais de semana longos, sobre o comportamento dos nossos compatriotas. Os resultados da avaliação e, em especial, no que diz respeito as praias, poderão ditar tomada de medidas correspondentes” alertou o porta-voz do executivo.

As “medidas correspondentes” passam, em primeira instância, pela encerramento de algumas praias, mas, inclui, também, a activação das Forças de Defesa e Segurança, para usarem os meios de repressão, que se julgarem necessários para impor a ordem.

“As Forças de Defesa e Segurança poderão ser chamadas a intensificar a sua actuação, para garantir o cumprimento das medidas de combate e prevenção da covid-19 de modo que não sufoquemos o nosso Sistema Nacional de Saúde” advertiu.