Nacional

Indivíduo tenta matar a madrasta em Maputo

2019-11-13 06:29:46 (UTC+00:00)

Um indivíduo está a ver o sol aos quadradinhos, desde domingo, nas celas da 13ª esquadra da Polícia da República de Moçambique (PRM), no bairro Triunfo, cidade de Maputo, por tentativa de matar a madrasta, alegando que esta é feiticeira.

MAPUTO- O agressor, L. Pedro, de 35 anos de idade que também é acusado de ter matado o irmão, há quatro anos, na África do Sul, desferiu golpes nas costas, no rosto e na mão da madrasta e esfaqueou o pai que tentava acudir a esposa.

Pedro disse que não conseguia desenvolver suas actividades, na terra do rand, por conta dos supostos feitiços da madrasta.

"Quando criança, a minha madrasta humilhava-me. E, agora, adulto, percebi que nada corre bem na minha vida. Daí, investiguei no curandeiro e descobri que ela é a causa do meu fracasso. Por isso, decidí matá-la com uma catana", contou L. Pedro.

O indiciado acrescentou que assassinou o irmão por intervenção da feitiçaria da madrasta. A vítima de 60 anos referiu que o enteado atacou-a pelas costas, e só escapou da morte porque a família estava em casa.

O porta-voz da PRM, na cidade de Maputo, Leonel Muchina, disse que o caso foi remetido ao Ministério Público. Para além do assassinato do irmão, tentativa de homicídio da madrasta, L. Pedro vai responder por violação sexual de uma menor em Inhambane.