Nacional

PGR defende criação de lei específica de recuperação de activos

2019-11-18 13:23:01 (UTC+00:00)

A procuradora-geral da República defende a criação de uma lei específica de recuperação de activos para evitar que o dinheiro roubado seja usado para financiar outros crimes.

MAPUTO- Já o Serviço Nacional de Investigação Criminal queixa-se de falta de meios para combater o crime organizado.

Há quatro anos que se realiza a reunião nacional da Procuradoria-geral da República e do Serviço Nacional de Investigação Criminal para discutir estratégias de combate a vários crimes que ocorrem no país.

O evento que já vai para sua quinta edição, contou com a presença de agentes da polícia, órgãos da justiça e personalidades para juntos reflctirem em torno de soluções para combater o crime organizado.

A procuradora-geral da República, Beatriz Buchili, foi quem proferiu o discurso de abertura e defendeu a criação de uma lei específica de recuperação de activos.

O que também não responde aos desafios do combate ao crime é a falta de meios que limita actuação do Serviço Nacional de Investigação Criminal.

A quinta reunião nacional da Procuradoria-geral da República e do Serviço Nacional de Investigação Criminal tem a duração de dois dias e decorre sob o lema: Ministério Público e o SERNIC no alinhamento de estratégias para o combate à criminalidade.