Nacional

PRM afirma que detenções de membros da Renamo têm motivações criminais

2016-03-09 06:30:25 (UTC+00:00)

A Polícia da República de Moçambique (PRM), afirmou ontem, que a detenção de membros da Renamo, na província de Manica, está relacionada com causas criminais, rejeitando as acusações de uma atuação arbitrária por parte da corporação.

MAPUTO- "Esses episódios têm motivações criminais, não é apanágio da polícia realizar detenções arbitrárias, seria caricato que a polícia que está para garantir a lei e ordem cometesse esse tipo de abusos", declarou Inácio Dina, porta-voz da PRM.

Dina rejeitou as acusações feitas pela Renamo de que quatro membros do movimento foram detidos "arbitrariamente" no sábado em Chimoio, província de Manica.

O porta-voz da Polícia da República de Moçambique, lamenta a ocorrência de mortes e destruição de bens supostamente protagonizados pelo braço armado da Renamo na região centro do país. [FM]