Nacional

PRM confirma que director do FONGA foi assassinado por agentes da UIR

2019-10-09 07:17:45 (UTC+01:00)

O Comando-Geral da Polícia da República de Moçambique (PRM) confirmou na tarde desta terça-fira, o assassinato do Anastácio Matavele, ocorrido ontem, perpetrado por cinco cidadãos, dos quais quatro são membros da PRM e um civil.

MAPUTO- Segundo o Comando-Geral da PRM, o crime ocorreu na cidade de Xai-Xai, província de Gaza, quando Anastácio Matavele, director Executivo do Fórum das Organizações Não Governamentais de Gaza (FONGA), saía de mais uma jornada de trabalho.

O mesmo documento refere, que os criminosos foram, claramente, identificados, sendo quatro agentes da corporação afectos à Sub-Unidade da Intervenção Rápida (UIR) de Gaza e um civil.

A PRM afirma ainda que já foi constituída uma comissão de investigação para no prazo de 15 dia produzir um relatório sobre o assassinato.

Por sua vez, o Comandante-Geral da Polícia da República de Moçambique, Bernardino Rafael, suspendeu, ontem, das suas actividades os comandantes das Forças de Protecção de Altas Individualidades e do Gabinente de Operaçoes Especiais, todos a nível da província de Gaza.