Nacional

Réus do caso CEDSIF condenados a 10 e 11 anos de prisão

2020-10-21 08:17:35 (UTC+01:00)

O Tribunal Judicial da Cidade de Maputo condenou ontem, a uma pena de prisão de 10 e 11 anos, para dois réus envolvidos no caso de desvio de mais de 155 milhões de meticais do CEDSIF.

MAPUTO- O valor foi desviado do Centro de Desenvolvimento de Sistemas de Informação de Finanças (CEDSIF), entidade tutelada pelo Ministério da Economia e Finanças (MEF), para contas de empresas privadas.

Os arguidos foram condenados por participação nos crimes de peculato, branqueamento de capitais, falsificação de documentos, furto informático e fraude relativa a instrumentos e canais de pagamento electrónico. São no total cinco arguidos, dos quais três estão foragidos, que terão coordenado a transferência e apropriação ilegal de 155 milhões de meticais CEDSIF.

A justiça nacional emitiu, em Setembro, mandados de captura internacional contra os três foragidos. Entre as empresas cujas contas foram usadas no esquema estão algumas firmas detidas por funcionários da Autoridade Tributária de Moçambique que tinham relações comerciais com o CEDSIF.