Opinião

Enquanto seres vivos, somos “Pessoa com Deficiência”

“O ser humano é por natureza egoísta” – li num livro que não me lembro do autor. No mesmo livro, o autor desconhecido dizia que tudo quanto o Homem faz, ser solidário, humilde e aberto é um exercício para ocultar o egoísmo que o rodeia.

Sempre: Primeiro Eu, Segundo Eu, Terceiro Eu e Quarto os outros.

O ser humano só pensa nos outros quando já ultrapassou o estágio de menor cotação. Vou com exemplo: só serve comida, quando você tem e quando está a comer. Nunca alguém vai servir o que não tem. Ser solidário no que não tem. Só pode ser solidário espiritualmente com os outros, quando tem sentimento.

Já foi e cansativa introdução. Uma introdução que rompe com os princípios de objectividade e de reduzir o “engarrafamento”. Uma introdução que não tem nada a ver com o título. Aié? Vamos a isso…

Gente, aqui na terra, não podemos continuar cínicos, apesar de ser a nossa essência. Aqui na terra não podemos continuar a ver os problemas como sendo dos outros. Aprendi do meu pai João Mutenda que “não podes rir-se do crocodilo, antes de atravessares o rio”. Todos aqui na terra somos, antes de morrer, potenciais Pessoas com Deficiência. Pode ser ela auditiva, visual… por ai.

Quantos de nós já ouviram falar que fulano já é cego? Quantos de nós já ouviram falar que fulano já anda de cadeira de rodas? …quantos?

De resto para ser directo ao assunto, vou chamar aqui um exemplo, pela forma como estacionamos os carros na cidade de Maputo: bloqueamos passeios, bloqueamos entradas dos prédios, bloqueamos tudo… que nem aquela “chamussa” do Conselho Municipal consegue desencorajar certas práticas que só um dia vamo-nos lembrar, quando formos Pessoas com Deficiência.

Mendes Mutenda

Mendes Mutenda

É jornalista moçambicano e natural de Sussundenga, na província de Manica. Foi formado pelas Escolas de Jornalismo (Médio Profissional) e Superior de Jornalismo. Há mais de 15 anos que trabalha na Comunicação Social, tendo passado pela rádio e televisão como apresentador de conteúdos informativos. Para além, de desempenhar funções na plataforma informativa Folha de Maputo é Docente-estagiário da Escola Superior de Jornalismo e analista de assuntos sociopolíticos em Moçambique.