Opinião

O selectivo perdão da Igreja Católica

Maria Madalena, meretriz de então, prestes a ser apedrejada, salva por Cristo, que para tal convidou o primeiro dos seres, humanos, mortais e pecadores, a atirar a primeira pedra se não pecador, escapou à morte...

Entre nós, "Maria Madalena das matas", matou que se fartou, e a igreja católica, tal como Cristo, de pronto pediu contenção e clemência por "ela"... incontáveis morreram, incontáveis choram tais perdas... hoje, porém, por causa da "dívida", a igreja católica pede responsabilização...

Será Deus católico apegado ao dinheiro e desleixado em relação a vidas humanas?

Só me vêem à mente duas inquietudes, de certas correntes críticas do catolicismo, a primeira que defende que os católicos ofereceram Bíblias aos africanos e retiraram-lhes suas terras... e outra que recorda seu papel no colonialismo... coincidências da vida? Não sei, apenas penso, se calhar, que sejamos soberanos... e viva la vida loca...

E fica a impressão que o novo tratamento, em que Cristo prega que se deva oferecer o outro lado da face para um bofetada, só vale para a Renamo...

p.s. se até o cardeal australiano acusado de pedofilia tem direito à defesa, porquê condenar sem antes julgar?

Isâlcio Mahanjane

Isâlcio Mahanjane

É moçambicano, jurista e advogado profissional. É especialista em direito de Empresas pela Universidade Lusófona do Porto.