Vida e Lazer

Beijar contribui mais para cancro que fumar

2015-07-29 10:33:49 (UTC+01:00)

Um médico australiano alertou que o beijo na boca, supera o cigarro e a bebida, se tornando o principal factor de risco para o desenvolvimento de cancro de cabeça e pescoço.

MAPUTO - Dr. Mahiban Thomas, que é chefe de cirurgia maxilo-facial e de cabeça e pescoço no Hospital Real Darwin, na Austrália, advertiu que beijar (beijo na boca), pode passar o HPV (vírus do papiloma humano), uma família de vírus que pode levar ao cancro.

Dr. Thomas explicou que, de acordo com estudos feitos na América, cerca de 70 % dos Cancros de cabeça e pescoço são ligados ao HPV.

A ligação do HPV com o Cancro é bem conhecida, mas é geralmente associada com o cancro cervical.

A relação íntima via oral contribui para infecções na hora do beijo, mas beijar vários parceiros também está ligado ao aumento das chances de contrair a doença.

“Se alguém beijou mais de seis pessoas o risco de contrair o HPV é maior, e se alguém beijar acima nove pessoas o risco é significativamente mais elevado,” comentou Thomas.[EL]