Vida e Lazer

Funcionária de creche mata bebé por não parar de chorar

2019-09-10 05:20:33 (UTC+01:00)

Uma jovem de 19 anos de idade, funcionária de uma creche nos Estados Unidos, foi acusada de homicídio na sequência da morte de uma bebé de quatro meses que estava ao seu cuidado.

A polícia recebeu, no passado dia 5 de setembro, um alerta para uma bebé sem sentidos, no Little People Child Development Center, em Bear, no estado de Delaware.

A criança ainda foi levada para o hospital, onde acabou por ser pronunciada morta.
A suspeita, Dejoynay Ferguson, é acusada de ter sufocado a bebé. A polícia, citada pela NBC afirma que Dejoynay tapou a boca e nariz da menina de quatro meses porque esta não parava de chorar.

As imagens de videovigilância mostram a funcionária a cortar a respiração à menina por mais de três minutos. A mesma fonte indica que se vê a criança a mexer quando a agressora a levanta do berço, mas já não se mexia quando a deitou.

A funcionária confessou às autoridades que a bebé estava "irritadiça" e que por isso a tentou calar.