Vida e Lazer

Homem abusa sexualmente de outro fazendo-se passar por amiga

2019-09-17 07:33:04 (UTC+01:00)

Um jovem de 21 anos, foi condenado a quatro anos de prisão, com pena suspensa, por se ter feito passar por uma amiga comum para abusar sexualmente de um colega da mesma idade na vila de Castro Verde, em Beja, em Portugal.

De acordo com o Correio da Manhã (CM), o arguido vai ainda ter que pagar à vítima uma indeminização de 7.500 euros mais 100 euros mensais, ao longo de quatro anos. A leitura do acórdão foi esta segunda-feira, no Tribunal de Beja.

Segundo o CM, o caso remonta a 2014. Nessa altura o arguido tinha apenas 16 anos quando, repetidas vezes, fazendo-se passar por uma amiga comum, abusou sexualmente de um colega.

O suspeito criou uma conta falsa no Skype em nome dessa amiga, também com 16 anos, por quem o colega estava apaixonado.

Ao longo de vários meses, o arguido convidava para sua casa o colega, fazendo-se passar pela amiga. Dizia-lhe que tinha vários fetiches, um deles a vítima tinha que por uns "óculos de piscina, pintados de preto, e usar algemas". Desta forma, a vítima foi repetidas vezes abusado pelo suspeito, acreditando que estava a praticar "jogos sexuais" com a amiga.

O suspeito foi apanhado quando enviou uma mensagem a 'Fernando' a dizer-lhe para ir ao Skype porque a amiga estava lá. Nessa altura, a jovem estava ao lado da vítima e nem tinha o telemovel na mão, revelou ao CM a amiga. Entretanto os pais da jovem tiveram conhecimento da situação e aconselharam a filha e a vítima contar tudo às autoridades.

Segundo a amiga, houve mais quatro vítimas do arguido, mas, "devido ao meio pequeno onde residem, não chegaram a apresentar queixa", revelou. "Ele chegou a drogar e a violar", acrescentou a jovem.