Vida e Lazer

Homem adota crocodilo para o ajudar a lidar com depressão

2019-01-27 07:09:26 (UTC+00:00)

Um homem do estado norte-americano da Pennsylvania escolheu para seu animal de apoio emocional nada mais nada menos do que um crocodilo com 1,52 metros de comprimento. Joie Henney, de 65 anos, adotou Wally para o ajudar a lidar com a depressão.

Segundo contou citado pela Associated Press, Wally gosta de se enroscar e dar abraços. Depois de não querer tomar medicação para o ajudar a tratar a depressão, Joie recebeu a autorização do seu médico para que o réptil servisse como seu apoio.

"Tinha o Wally e quando chegava a casa e estava perto dele estava bem. O meu médico sabia disso e pensou que poderia resultar", explicou.

Wally foi resgatado quando tinha 14 meses e ainda está a crescer. De acordo com Joie, o crocodilo pode ultrapassar os 4,80 metros. Hoje em dia come asas de frango e partilha um pequeno lago interior com um crocodilo mais pequeno, também resgatado, chamado Scrappy.

O homem descreve o seu companheiro como um grande ursinho de peluche que "gosta de dar abraços", acrescentando ainda que este nunca mordeu ninguém e que tem medo de gatos.

"É como se fosse um cão", rematou.