Vida e Lazer

Mulher deverá pagar multa por dar à luz no avião

2015-10-26 07:14:18 (UTC+00:00)

Uma mulher natural de Taiwan deve pagar uma multa porque deu à luz num avião, enquanto viajava para os EUA e as autoridades acreditam que o parto foi propositado.

MAPUTO - A companhia de seguros da China Airlines, responsável pelo voo, acredita que a mulher forçou o parto porque queria que a criança tivesse nacionalidade norte-americana.

Para assegurar a segurança do bebé, o voo 008 da China Airlines foi forçado a fazer uma aterragem de emergência no Alasca, no dia 8 de Outubro. A companhia de seguros está ainda a ponderar se os custos da paragem vão ser cobrados à mulher.

Caso a companhia aérea decidir avançar com o processo, o valor da multa pode atingir os 33 mil dólares.
Contudo, a China Airlines já informou que ainda está a fazer cálculos e que os custos podem ser ainda mais elevados. [EL]