Vida e Lazer

Participantes de várias edições do Big Brother não sabiam do Covid-19

2020-03-20 07:53:55 (UTC+00:00)

Se acha que era impossível que alguém em alguma parte do mundo não soubesse do novo coronavírus, engana-se.

Na Alemanha, Brasil, Itália, Canadá e Austrália, onde estão a decorrer edições do Big Brother, os participantes não sabiam da intensa propagação da Covid-19, porque todos os programas começaram antes da pandemia.

Até agora, segundo a imprensa internacional, as produções do Big Brother destes países acharam desnecessário colocar os participantes a par da atualidade. Contudo, com o aumento do número de casos e de mortes um pouco por todo o mundo, todas decidiram agora atualizar os concorrentes.

Na Alemanha, a produção convidou um médico para explicar o que está a acontecer. Os concorrentes puderam ainda ouvir algumas mensagens dos familiares.

No Canadá, os concorrentes só foram informados porque estranharam o silêncio, na gala de expulsão, pois não havia público. Só aí é que a produção explicou tudo sobre a Covid-19.

Já no Brasil, os concorrentes pensaram que se tratava da Terceira Guerra Mundial e até choraram, mas foram logo esclarecidos por um jornalista e por um médico infectologista. Apesar de abalados com as novidades, ficaram mais descansados quando souberam que nenhum dos seus familiares estava infetado.

Em Itália os concorrentes do ‘Grande Fratello’ puderam ligar para a família dada à situação crítica que o país atravessa (o número de vítimas mortais neste país já ultrapassou o número de óbitos na China devido ao Covid-19).

Por sua vez, no Big Brother Austrália, os participantes fizeram uma "festa da quarentena" para celebrar o facto de já estarem isolados.