Desporto

Afrobasket 2021: A três dias da prova Moçambique trabalha a todo vapor

2021-09-14 08:06:24 (UTC+01:00)

A selecção Nacional de basquetebol sénior feminina já trabalha a todo gás para defender o quarto lugar no Afrobasket, que vai decorrer em Yaoundé, Camarões, apartir do dia 17 do mês em curso.

Depois da semana tempestuosa no que toca a modalidade da bola ao cesto, em que a Federação Moçambicana havia anunciado que por falta de dinheiro e por razões desportivas, o país não participaria na prova continental. Um dia depois, o Governo, através da Secretaria do Estado do Desporto, encarregou-se a costear as despesas da selecção de todos nós.

Nasir Salé, que já trabalha com as suas comandadas desde sábado, ciente do pouco tempo que resta para o arranque da prova, referiu que tudo está a fazer para tirar o melhor das atletas

“Vamos tentar encontrar automatismo da equipa sob ponto de vista ofensivo e defensivo, olhando para os processos tácitos e para a dinâmica das outras jogadoras que serão nossas adversárias.Queremos neste momento perceber das atletas, até que ponto a falta de preparação pode condicionar o seu desempenho” começou por dizer.

Mais adiante, Salé acresta que:

“Temos a felicidade de grosso número de atletas terem estado a trabalhar nos clubes, o que complementa o trabalho da selecção (...) Com as jogadoras que temos, lavamos uma certa vantagem porque já trabalharam comigo, nos clubes assim como nas selecções, com a excepção da Carla Pinto que vem da A politécnica e Sílvia Veloso que esteve comigo por três anos na Beira, antes de ir para os Estados Unidos. Isto faz com que tenhamos a perspetiva daquilo que será a selecção de Moçambique no Afrobasket”. Disse.

Já a capitã da selecção nacional, Odélia Mafanela diz que a equipa está animada e motivada para representar o país condignamente.

“O grupo está motivado e coeso. Tem também noção das nossas adversidades no campeonato. A integração das nossas atletas é boa, isto vai agregar mais valor a selecção. Mesmo sabendo que os treinos não aconteceriam nas datas previstas, estávamos em contacto e em preparação nos nossos clubes. O que resta agora é concertar os aspectos tácticos” ramatou.

Nigéria e Angola estão no mesmo grupo que Moçambique, a na primeira jornada o combinado nacional vai enfrentar as nigerianas.