Desporto

Chiquinho Conde regressa aos Mambas para devolver esperança ao povo moçambicano

2021-10-23 08:59:23 (UTC+01:00)

Volvidos três anos, Chiquinho Conde regressa ao país para devolver a paixão, esperança e a crença ao povo moçambicano. O antigo craque, aterrou nesta manhã, no Aeroporto Internacional de Mavalane, para formalizar o contrato com a FMF.

Na sua primeira intervenção, em solo pátrio, a ex-estrela do futebol moçambicano, que desde 2018 residia em Portugal, onde foi treinador da equipa do Vitória de Setúbal em sub-23, disse sentir-se privilegiado e orgulhoso por regressar ao seu país.

"É um orgulho e satisfação enorme voltar ao meu país, volvidos três anos e sinto-me privilegiado por ter sido convidado pela Federação Moçambicana de Futebol (FMF) para formalizarmos o contrato. Para mim essa é uma enorme missão patriótica que me ocorre para desempenhar. Mas também sinto-me lisonjeado porque é a realização de um sonho, por isso é um motivo de orgulho e satisfação" começou por dizer.

Mais adiante, o ex- capitão dos Mambas avançou que pretende devolver o valor do patriotismo aos jogadores, e consequentemente colocar de volta a paixão, a esperança e crença ao povo moçambicano.

"Se as coisas funciorem como eu entendo e a equipa técnica é devolver aquilo que é a paixão, aquilo que é a crença a esperança e alegria do povo moçambicano, esta é a onda vermelha, a onda dos mambas e temos que transmitir essa confiança, e fazermos tudo em campo quando estivermos a vestir a camisola e sentirmos que de facto a pátria é uma missão, nós temos que, se for necessário, deixar a pele em campo, comer a relva (...) para transmitir alegria a esse povo e se isso acontecer estaremos mais próximos de ganharmos doque de perdermos" rematou.

Chiquinho Conde vai substituir Horácio Gonçalves no comando técnico dos Mambas, que rescindiu, na semana passada, por mútuo acordo o seu vínculo contratual com a FMF.

O treinador moçambicano de 55 anos de idade deverá assinar um contrato válido até 2023, período em que finda o mandato do actual elenco liderado por Feizal Sidat.

Chiquinho Conde que tem a missão de qualificar os Mambas para o CAN-2023, já esteve ao comando da selecção de todos nós, em 2010, mas apenas no jogo amigável diante de Portugal, em Maio, onde Moçambique acabaria por perder por (3-0).