Desporto

Olimpíadas 2021: Moçambique qualifica duas atletas nos "quartos"

2021-07-28 20:40:54 (UTC+01:00)

As pugilistas moçambicanas, Rady Gramane e Alcinda Panguana, estrearam-se com notas positivas nas olimpíadas de Tóquio, edicção 2020, ao qualificarem-se para os quartos-de-final.

Depois de Alcinda Panguane ter derrotado com pontuação Máxima,
a queniana Elizabeth Akinyi, na categoria dos 64-66 Kg.  Agora foi a vez da Rady Gramane dos 69-75 kg, que venceu, nesta quarta-feira (28/07), Erika Stefania Pachito, do Equador.

Rady Gramane venceu no primeiro assalto com a pontuação máxima indicada por quatro dos cinco júris, apesar de ter perdido o segundo assalto, nos restantes a moçambicana foi avassaladora, acabando por fixar o resultado final em (4-1).

Nos quartos-de-final, Gramane, bate-se com Zenfira Magomedalieva do Comité Olímpico Russo, o embate está agendado para sábado(31/07), pelas 11h51 ( de Maputo).

Na vela, as atletas Maria Machava e Denise Parruque, falharam a participação na estreia, segundo Nuno Gomes, citado pela RM Desporto, as velejadoras moçambicanas chegaram tardiamente à cidade de Tóquio, concretamente nas vésperas do início da realização da prova 470 Radial que ocorreu nesta quarta-feira.

“equipa feminina de Moçambique que se qualificou em Luanda para estar em Tóquio chegou ao Japão bastante tardiamente, apenas às três da manhã e não tiveram tempo para experimentar a embarcação, nem para descansar convenientemente”, justificou.

Assim, as velejadoras entraram em cena amanhã, mas 42 pontos de atraso devido ao último lugar que foram atribuídas devido a não participação nas duas primeiras regatas.