Internacional

Autoridades da Tanzânia vão deter pais de crianças que faltem à escola

2022-01-29 08:25:06 (UTC+00:00)

As autoridades da Tanzânia vão fazer buscas e deter os pais das crianças que faltem à escola na capital a partir da próxima semana, avisou, esta sexta-feira, o comissário regional de Dodoma.

O anúncio foi feito depois de um discurso de Antony Maka, o comissário regional da região de Dodoma, duas semanas depois do início do ano académico, acrescenta a BBC.

Perante a fraca adesão às aulas - apenas 67 dos 165 alunos da escola visitada pelo comissário apareceram às aulas - Maka pediu aos pais para respeitarem o investimento feito no país.

"Não podemos construir escolas, colocar mesas nas salas de aulas, para depois não levarem os vossos filhos à escola. Farei uma busca detalhada a partir das 16h00, de porta a porta, para deter os pais", avisou.

Segundo a BBC, o governo acredita que muitos pais colocam os filhos a fazer pequenos trabalhos domésticos ou alguns biscates, acabando por fomentar o abandono escolar.

Não é a primeira vez que uma autoridade na Tanzânia toma esta decisão. Em 2015, a Tanzânia tornou o acesso ao ensino primário e secundário gratuito, na tentativa de aumentar os níveis de escolaridade no país, e avisou que a escolaridade seria obrigatória, mas não tem conseguido aplicar as penas previstas.

A Tanzânia é também dos países do mundo com maior taxa de gravidez na adolescência, tornando-se difícil, especialmente para as raparigas, continuar a frequentar a escola.

Fonte: "Notícias ao Minuto"