Internacional

Terrorismo

Condenados à pena de morte 89 suspeitos de pertencerem ao Boko Haram

2016-03-19 08:45:47 (UTC+00:00)

Os Camarões condenaram à morte 89 presumíveis membros do grupo extremista Boko Haram, "por terrorismo", desde o início de 2015.

As sentenças foram emitidas depois de o país ter adotado, em Dezembro de 2014, uma lei antiterrorista que permite punir com a pena capital quem seja considerado culpado de cometer ataques terroristas ou de cumplicidade.

Os condenados foram, na maioria, detidos na fronteira dos Camarões com a Nigéria, terra natal do grupo jihadista, que jurou lealdade aos extremistas do Estado Islâmico.

Os Camarões já tinham a pena de morte para autores de homicídios, mas não havia execuções desde meados dos anos 80.

Desde 2009, o Boko Haram fez, pelo menos, 17.000 mortos e obrigou mais de 2,6 milhões de pessoas a abandonar as suas casas.

E quase 1.200 pessoas foram mortas desde que os combatentes nigerianos alargaram a sua ofensiva aos Camarões, em 2013, segundo números governamentais. [FM]