Internacional

Director do FBI recusa "impacto" no resultado das eleições

2017-05-04 09:23:12 (UTC+01:00)

O director do FBI, James Comey, recusou ontem que a sua decisão de continuar a investigar o caso dos emails de Hillary Clinton, divulgada duas semanas antes do dia das eleições, tenha tido influência no resultado.

Comey sublinhou, numa audiência no Senado, que não divulgou abertamente a decisão, mas sim que decidiu informar o Congresso por carta, no dia 28 de Outubro, a dias das eleições de 8 de Novembro.

A decisão acabou por ser conhecida publicamente. "Eu sei que isso pouco interessa num mundo de fugas de informação, mas até fico mal-disposto por pensar que essa decisão possa ter tido qualquer tipo de impacto nas eleições. Se fosse hoje, teria tomado a mesma decisão", disse.

Ontem mesmo Hillary Clinton referiu que o facto de se ter sabido que a investigação ia continuar perturbou e prejudicou a sua campanha e que até teria ganhado se as eleições tivessem sido na véspera de dia 28.

Comey está esta quarta-feira a ser ouvido no Senado numa sessão de rotina, mas serão abordados os temas mais quentes, como os emails de Clinton e a influência russa nas eleições.

Foto: Jornal A BOLA