Internacional

Macron recusa qualificar Rússia como Estado terrorista

2022-06-28 14:18:47 (UTC+01:00)

O Presidente francês, Emmanuel Macron, recusou hoje qualificar a Rússia como um Estado patrocinador do terrorismo, como pediu o seu homólogo ucraniano, Volodymyr Zelensky, aos Estados Unidos.

"Não precisamos de qualquer qualificação para levar a cabo estas sanções", disse Macron no final da cimeira do G7, em Elmau, sul da Alemanha, ao ser questionado sobre o pedido de Zelensky, citado pela agência noticiosa francesa AFP.

Na sequência de um bombardeamento de um centro comercial na cidade ucraniana de Kremenchuk, na segunda-feira, que provocou pelo menos 18 mortos e dezenas de desaparecidos, Zelensky pediu aos Estados Unidos que designassem a Rússia como um Estado terrorista.

"Esta manhã, exortei os Estados Unidos a reconhecerem a Rússia como um Estado patrocinador do terrorismo. A resolução relevante deve ser aprovada pela Comissão do Senado dos EUA e a decisão legal pode ser tomada pelo Departamento de Estado", disse Zelensky numa mensagem aos ucranianos, citada pela agência espanhola EFE.

"Não precisamos de qualquer qualificação para levar a cabo estas sanções", disse Macron no final da cimeira do G7, em Elmau, sul da Alemanha, ao ser questionado sobre o pedido de Zelensky, citado pela agência noticiosa francesa AFP.

Na sequência de um bombardeamento de um centro comercial na cidade ucraniana de Kremenchuk, na segunda-feira, que provocou pelo menos 18 mortos e dezenas de desaparecidos, Zelensky pediu aos Estados Unidos que designassem a Rússia como um Estado terrorista.

"Esta manhã, exortei os Estados Unidos a reconhecerem a Rússia como um Estado patrocinador do terrorismo. A resolução relevante deve ser aprovada pela Comissão do Senado dos EUA e a decisão legal pode ser tomada pelo Departamento de Estado", disse Zelensky numa mensagem aos ucranianos, citada pela agência espanhola EFE.