Internacional

ONU adverte que devido à crise climática planeta está "à beira do abismo"

2021-05-07 07:01:11 (UTC+01:00)

O secretário-geral da ONU, António Guterres, alertou ontem que devido à crise climática o planeta está "à beira do abismo", numa mensagem enviada a um fórum sobre as alterações climáticas organizado pelo Governo alemão.

"Mesmo com os compromissos actuais, ainda caminhamos para um desastroso aumento de 2,4 graus na temperatura até ao final do século. Estamos à beira do abismo", declarou Guterres.

No entanto, Guterres indicou que ainda é possível evitar os piores impactos das alterações climáticas, se houver cooperação e se a recuperação após a pandemia do novo coronavírus for aproveitada para entrar "num caminho mais limpo e verde".

"Isso permitirá que os países desenvolvidos e em desenvolvimento se mobilizem para reduzir as suas emissões a zero até a metade do século e criar resiliência às mudanças que virão", disse.

Guterres vê alguns sinais encorajadores, como os países que respondem por 68% da economia global e 61% das emissões comprometerem-se a alcançar em meados do século o fim das emissões de efeito estufa.

No entanto, o secretário-geral da ONU disse que é ainda mais necessário caminhar para essa meta, sendo que até 2030 as emissões precisam ser reduzidas em 45%, em relação aos níveis de 2010, para atingir a meta de emissões zero em 2050.