Internacional

Parlamento sul-africano equaciona eleição de novo presidente

2024-04-12 09:24:37 (UTC+01:00)

O Parlamento sul-africano está a considerar a possibilidade de eleger um novo presidente, após a renúncia de Nosiviwe Mapisa-Nqakula, acusada de corrupção e lavagem de dinheiro.

Neste momento, o órgão legislativo da África do Sul é dirigido interinamente por Lechesa Tsenoli, também do Congresso Nacional Africano.

O mandato da actual legislatura termina a 21 de Maio, ou seja uma semana antes das novas eleições. A Aliança Democrática, maior partido na oposição sul-africana, submeteu um pedido para a realização de eleições para o preenchimento da vaga deixada por Mapisa-Nqakula.

O Secretário do Parlamento, Xolile George, diz que encaminhou o pedido ao actual presidente interino e a outros órgãos internos para a devida consideração.

No entanto, Xolile George lembrou que, neste momento, os deputados estão a fazer campanha eleitoral pelos respectivos partidos políticos, no âmbito das eleições de 29 de Maio próximo.

Disse, também, que o tratamento da matéria relativa à eleição do presidente do parlamento, normalmente por via de voto secreto, exige a presença física de todos os membros dos órgãos legislativo e dos aspectos logísticos, incluindo a identificação de um local adequado e seguro para a realização da referida sessão plenária, pois, tal como se sabe, as instalações do Parlamento sul-africano foram incendiadas em Janeiro de 2022.