Internacional

Tanzânia: Padre entre acusados de assassinato de um albino

2024-06-21 12:33:55 (UTC+01:00)

Um padre católico está entre nove pessoas detidas pela Polícia tanzaniana, suspeitas de assassinar uma criança albina.

Além do pároco, assistente da Paróquia de Bugandika, na Diocese de Bukoba, no grupo dos suspeitos da morte de Asimwe Novart, encontra-se igualmente o seu pai e um médico tradicional.

O porta-voz da Polícia tanzaniana, David Misime, disse que as pessoas foram detidas na noite de quarta-feira, numa busca policial iniciada a 31 de Maio findo.

Asimwe foi raptado na casa de sua mãe, no dia 30 de Maio findo, em Kamachum, distrito de Muleba, na região de Kagera e o seu corpo só foi encontrado no dia 17 de Junho corrente, embrulhado num saco e abandonado na estrada, com os membros decepados.

Segundo a Polícia, os suspeitos foram detidos na posse dos supostos órgãos de Asimwe, já embalados em plásticos, quando aguardavam pelos seus clientes.

De acordo com a polícia, os suspeitos explicaram que o padre e o curandeiro é que, alegadamente, persuadiram o pai da criança a comercializar os órgãos do seu filho.

Aliás, foi o padre Rwegoshora que procurou o curandeiro e pagou todas as despesas.