Nacional

Ainda há famílias nos centros de acolhimento

2024-05-18 09:06:19 (UTC+01:00)

Mais de duas mil pessoas continuam albergadas em 13 centros de acolhimento provisórios, em diversos bairros do Município de Maputo.

Durante o pico da época chuvosa, o município abriu 30 centros de acolhimento, 17 dos quais foram encerrados à medida que foi havendo condições para as famílias regressarem às respectivas residências.

Parte das famílias passou para casa de familiares, enquanto outra enveredou pelo arrendamento, de acordo com o jornal Notícias.

Estes dados foram partilhados, esta sexta-feira, pelo Presidente do Município de Maputo, Rasaque Manhique, em conferência de imprensa que marcou os primeiros 100 dias do seu exercício na edilidade.

Na ocasião, Manhique, citado pelo Notícias, disse que o município alcançou 75 por cento do planificado para as áreas de saúde, infra-estruturas, terraplanagem das vias, limpeza das valas de drenagens, reparação de colectores, reposição de autocarros para o transporte de passageiros e registo de obras irregulares.